5 Atitudes Simples para ter uma melhor Gestão Financeira na sua Micro ou Pequena Empresa

5 Dicas para Melhorar o Controle Financeiro da sua Empresa

No começo de uma nova empresa, o empreendedor se divide em diversas tarefas como a operação, o marketing ou ainda as vendas e é difícil dar tanta atenção a gestão financeira.

É por isso que este é um momento mais crítico para a sobrevivência da empresa que acaba piorando se o empresário não entende tão bem de finanças e não tem suporte nesta área.

As estatísticas do Sebrae dão conta de uma mortalidade de cerca de 50% das empresas em 5 anos. Quando observamos os motivos boa parte deles poderiam ser evitados com uma gestão financeira  organizada.

Por isso separamos 6 ações, que se o empresário incorporar a sua rotina terá uma chance de sucesso maior nas finanças do seu negócio. Vamos conhecer?

Confira a lista de 6 atitudes para melhorar sua gestão financeira.

  1. Separe sua conta pessoal da sua conta da empresa;
  2. Seu lema deve ser “Reduzir custos sempre”;
  3. Defina seu pró-labore;
  4. Não use o cartão corporativo para pagar suas contas;
  5. Saiba exatamente os custos de sua empresa;

Separe sua conta pessoal da sua conta da empresa.

Hoje existem muitas facilidades para a abertura de uma conta PJ. Existem Contas Digitais que não possuem custos e os Bancos dão diversos incentivos para a abertura da conta.

Não ter as contas separadas pode prejudicar muito o controle financeiro e até levar ao fechamento do negócio. Se tiver sócios então, nem se fale, pois isso pode prejudicar até a sua relação com ele.

Peça também um cartão de crédito corporativo para facilitar os gastos que somente podem ser feitas com cartão, assim você evita ter que usar o seu.

Seu lema deve ser “Reduzir custos sempre”.

Tem um ditado que se você compreender eu vou me sentir muito feliz.

“Despesas é igual a unha, corte sempre”.

É isso mesmo, é muito fácil ampliar as despesas da empresa, principalmente me momentos onde está se buscando um crescimento das vendas.

O problema disso é que muitas das despesas são difíceis de reduzir caso você tenha algum problema e a receita esperada não chegue.

Por isso atenção especial a esse tema, nunca abaixe a guarda e tenha sempre um excelente controle financeiro para poder acompanhar a evolução dos gastos em cada categoria do plano de contas.

Defina seu Pró-labore.


É normal ao abrir uma empresa, nos primeiros meses o sócio não ter a retirada de pró-labore da empresa. Quando isso acontece o sócio possui uma reserva de recursos pessoas para essa primeira etapa.

Agora, uma hora você precisa receber os recursos até para manter os seus gastos pessoais. Se essa hora chegou fixe um Pró-labore.

Muitos empresários acabam pulando essa etapa, e a cada necessidade financeira tiram os recursos da empresa, não tendo uma previsibilidade nem na vida pessoal nem na gestão da empresarial.

Os riscos de perder o controle nessa situação é terrível, além disso o INSS tem o sócio da empresa com um contribuinte obrigatório e você pode não estar cumprindo essa exigência.

Não use o cartão corporativo para pagar suas contas.

Indicamos a abertura da conta corrente e a solicitação de um cartão de crédito corporativo no item 2 não foi mesmo?
Mas não deixe que isso se torne uma tentação para fazer gastos pessoais nesse cartão de crédito.

Para evitar a tentação, deixe ele armazenado em um local mais distante que a sua mão e carteira, e leve ele com você somente quando for realizar uma atividade empresarial.

Saiba exatamente os custos de sua empresa.

Não é possível implementar nenhum controle financeiro sem conhecer as suas despesas e custos.

Se a empresa tem um alto custo por exemplo, crescer as vendas pode mais prejudicar do que ajudar na sustentabilidade da empresa.

Tenho os dados organizados e classificados para entender os volumes de matérias primas, impostos, folha de pagamento, despesas fixas.

Fluxo de Caixa – Entenda ou quebre

Imagem destacada de fluxo de caixa

O que é fluxo de caixa

Em Finanças, o fluxo de caixa, refere-se ao fluxo do dinheiro no caixa da empresa, em outras palavras é o dinheiro que é recebido e o que é gasto por uma empresa durante um período de tempo, vale lembrar que o fluxo de caixa refere-se a movimentação de dinheiro no período passado, enquanto o orçamento é utilizado para períodos futuros.

Como implementar o controle de fluxo de caixa

Empresas que possuem os controles financeiros bem organizados, ele deve ser utilizado para controle pois auxilia na tomada de decisões. O Fluxo de Caixa deve ser considerado como uma estrutura flexível, no qual o empresário deve inserir informações de entradas e saídas conforme as necessidades da empresa. Com as informações do Fluxo de Caixa, o empresário pode elaborar a Estrutura Gerencial de Resultados, a Análise de Sensibilidade, calcular a Rentabilidade, a Lucratividade, o Ponto de Equilíbrio e o Prazo de retorno do investimento. O principal objetivo desse controle financeiro é verificar a saúde financeira do negócio a partir de uma avaliação e conseguir informações precisas para verificar algum ponto sensível que prejudique o sucesso do empreendimento 

Controle de fluxo de caixa ruim é fracasso na certa.

Um controle inadequado pode gerar vários problemas para uma empresa, e um dos principais é o descontrole dos vencimento das obrigações a pagar, e sempre acontece em momentos em que o caixa da empresa está desfalcado. Geralmente quando isso acontece, a empresa começa a contrair empréstimos para não ficar em débito com os fornecedores e prejudicar transações futuras, isso vira uma bola de neve sem fim. 

Conclusão

O controle do fluxo de caixa bem organizado é essencial para manter sua empresa viva e saudável. Se você quer saber tudo sobre controle financeiro, para não passar mais nenhum apuro na sua empresa, quero te fazer um convite, acesse esse link e assista o vídeo de apresentação do curso contas no azul, tenho certeza que esse curso pode mudar a forma como você administra a sua empresa.